Pedro Sousa: “Não comecei da melhor maneira, mas fui melhorando com o decorrer do encontro”

0

Garantido um lugar na segunda ronda da fase de qualificação de Roland Garros pela segunda vez na carreira, Pedro Sousa mostrou-se satisfeito com a exibição protagonizada no encontro de estreia. Em declarações ao RAQUETC, o tenista lisboeta considerou não ter entrado da melhor forma, mas que a maior experiência no pó de tijolo o beneficiou, acabando a “jogar bem”.

“Senti-me bem. Não comecei da maneira que queria, mas fui melhorando com o decorrer do jogo. Estava mais habituado a terra batida do que o meu adversário e acabou por fazer a diferença. A partir do dois igual, três igual, fiz um bom jogo no geral”, afirmou o lisboeta que somou o primeiro triunfo em 5 anos em torneios do Grand Slam.

“Tentei não pensar muito nisso, pois sabia que mais tarde ou mais cedo as vitórias iam voltar outra vez e felizmente chegaram hoje”, comentou, falando posteriormente das condições de jogo: “São boas, um bocadinho rápidas, a bola também tem estado rápida.”

No que diz respeito ao adversário da próxima ronda [Steven Diez], Pedro Sousa afirma que “já o conheço muito bem, treinámos várias vezes juntos. Vai ser um jogo difícil com certeza, onde não há muitos segredos, porque tanto eu como ele conhecemos-nos muito bem”, considerou o número três nacional que está a ser acompanhado por Gonçalo Nicau, em Paris.

Comentários

Comentários