Djokovic vs. Nadal é a primeira rivalidade a chegar aos 50 encontros na Era Open

0

MADRID – Será às 16h de Madrid (menos uma hora em Portugal Continental, duas nos Açores) que Novak Djokovic e Rafael Nadal subirão ao Estádio Manolo Santana para medirem forças pela 50.ª vez, celebrando a maior rivalidade da Era Open com um capítulo “redondo” que vale um lugar na final do Mutua Madrid Open, o Masters 1000 de Madrid. Quem vencerá?

A rivalidade entre dois dos maiores nomes deste desporto que conquista cada vez mais seguidores começou a 7 de junho de 2006, com Rafael Nadal a levar a melhor para chegar às meias-finais de Roland Garros. Essa foi a primeira de 23 vitórias do tenista espanhol, que levou a melhor sobre o sérvio em 14 dos 18 primeiros encontros entre ambos.

Com o passar dos anos, o historial da rivalidade virou e, hoje, é Novak Djokovic quem leva a melhor no “head-to-head”, ao somar 26 vitórias contra as 23 do maiorquino. Dos últimos 12 encontros, o atual número 2 do mundo venceu 11; nos últimos 7, não conheceu o sabor da derrota e tem 15 sets ganhos nos últimos 15 disputados.

O último embate entre os dois jogadores aconteceu há exatamente um ano, no dia 13 de maio de 2016 — nunca a rivalidade entre Novak Djokovic e Rafael Nadal esteve tanto tempo sem assistir a um mede-forças com os dois como protagonistas. Já Madrid, o tenista espanhol de 30 anos salvou três match points no tiebreak do terceiro set para vencer a final de 2009 ao cabo de 4h03; dois anos depois, os dois voltaram a medir forças no encontro decisivo, onde Djokovic conquistou a primeira vitória sobre Nadal no pó de tijolo.

E por falar em terra batida, na sua superfície de eleição é Rafael Nadal quem lidera, com 14 vitórias contra 7 do sérvio, mas Djokovic venceu os últimos 3 encontros disputados nesta superfície e é o único tenista da história a registar mais de três vitórias sobre o arquirival em terra batida.

Os números não mentem: é uma rivalidade muito, muito equilibrada e, claro, celebrada por muitos. Só dentro do campo se ficará a conhecer o vencedor e já falta pouco, muito pouco para o encontro começar. Já sabe: Às 15h de Portugal Continental, com transmissão SportTV 4.

Comentários

Comentários

COMPARTILHAR
Artigo anteriorBernardo Saraiva falha título de pares no México
Próximo artigoPedro Sousa travado por ex-top25 mundial nas meias-finais
gasparlanca@raquetc.com | Dar palavras a um encontro de dois, três, quatro ou cinco sets, com ou sem tiebreak. Dar palavras a recordes, a histórias. Dar ténis a todos aqueles que o queiram. E mais, sempre mais. Por isso depois chegou o padel, o squash e o ténis de mesa. E assim cá estamos, no RAQUETC ("raquetecétera"). Como escreveu Fernando Pessoa nos anos 20, "primeiro estranha-se, depois entranha-se."