Lesão de Nishikori “não é grave” mas japonês precisa “de alguns dias para recuperar”

0

MADRID – Foi de forma surpreendente que na sala de imprensa do Mutua Madrid Open se anunciou a desistência de Kei Nishikori antes dos quartos de final de singulares, onde teria pela frente o sérvio Novak Djokovic no primeiro encontro desta sexta-feira.

O tenista nipónico, número 8 do ranking mundial, explicou à imprensa presente no torneio espanhol que “a lesão não é muito grave” mas que “ainda não estou a 100% dos problemas no pulso e hoje não quis arriscar. Tenho a próxima semana e Roland Garros, que é um torneio mais importante, por isso quero focar-me em estar a 100%.”

Na conferência de imprensa, Kei Nishikori afirmou ainda que “é sempre difícil desistir de um torneio, especialmente de um como este e antes de um grande jogo, mas ao mesmo tempo estou ‘contente’ porque o meu pulso tem vindo a melhorar. Nas últimas semanas já consegui jogar bem e defrontar e vencer muito bons jogadores.”

Questionado novamente sobre os já crónicos problemas no pulso, e feita uma comparação a Juan Martin del Potro, que foi muito prejudicado por lesões no pulso direito e, depois, no esquerdo, Nishikori diz que “a minha lesão não é tão grave”, explicando que “quando se tratam de problemas como este, se arriscas demasiado tens mais probabilidades de te lesionar e pode ser um problema grande. Foi por isso que decidi não jogar hoje.”

Comentários

Comentários

COMPARTILHAR
Artigo anteriorDepois de um top 75, um ex-top 25. Pedro Sousa está em grande
Próximo artigoVídeo: Maria Sharapova já treina em Roma
gasparlanca@raquetc.com | Dar palavras a um encontro de dois, três, quatro ou cinco sets, com ou sem tiebreak. Dar palavras a recordes, a histórias. Dar ténis a todos aqueles que o queiram. E mais, sempre mais. Por isso depois chegou o padel, o squash e o ténis de mesa. E assim cá estamos, no RAQUETC ("raquetecétera"). Como escreveu Fernando Pessoa nos anos 20, "primeiro estranha-se, depois entranha-se."