Coric e Zverev. Os “meninos” do ténis voltaram a provar que estão cá para ficar

0

MADRID – Não foi em simultâneo, mas foi quase: Borna Coric e Alexander Zverev somaram esta quinta-feira das melhores vitórias das respetivas carreiras para se estrearem nos quartos de final de um torneio ATP Masters 1000 disputado em terra batida. Uma vez mais, os “meninos” da #NextGen do circuito masculino provaram que estão aí para as curvas.

Em pleno Estádio Manolo Santana, Borna Coric não se deixou intimidar pelo adversário, que era nada mais, nada menos do que o número 1 mundial, Andy Murray, e exibiu-se ao seu melhor nível para aproveitar a segunda oportunidade que está a ter em Madrid. É que o jovem croata de 20 anos tinha perdido na última ronda do qualifying, acabando por ser repescado para o quadro principal.

E assim, já com vitórias sobre Mischa Zverev e Pierre-Hughes Herbert, o número 59 do Mundo (que em 2015 chegou a ser 33) construiu com muita calma, eficiência e combinações espetaculares, muito baseadas no serviço-direita, a melhor vitória da carreira, ao derrotar o líder do ranking por 6-3 e 6-3.

Curiosamente, e como dá conta a jornalista Reem Abulleil, na última vez em que tinha sido lucky loser (Dubai, 2015), Borna Coric chegou às meias-finas numa campanha em que também venceu o tenista britânico.

Minutos antes do croata, também Alexander Zverev dava mais um passo significativo numa carreira que promete bastantes feitos e glórias ao mais alto nível. Também com 20 anos, o tenista alemão (que é o 19.º do ranking) bateu Tomas Berdych em parciais diretos, com 6-4 e 6-4 e uma exibição muito, muito convincente, para avançar pela segunda vez em 2017 aos quartos de final de um ATP Masters 1000, repetindo o feito de Miami.

Consumadas as surpresas, Coric e Zverev, duas das maiores promessas (e já confirmações) do ténis mundial voltam a demonstrar terem ténis para bater qualquer adversário e avançam para os quartos de final do Mutua Madrid Open. O croata terá pela frente o vencedor do encontro entre Grigor Dimitrov e Dominic Thiem, enquanto o alemão aguarda por Benoit Paire ou Pablo Cuevas.

Comentários

Comentários

COMPARTILHAR
Artigo anteriorHalep e Mladenovic entre as primeiras semifinalistas em Madrid
Próximo artigoJohn Millman regressa ao circuito no final de maio
Gaspar Ribeiro Lança

gasparlanca@raquetc.com | Dar palavras a um encontro de dois, três, quatro ou cinco sets, com ou sem tiebreak. Dar palavras a recordes, a histórias. Dar ténis a todos aqueles que o queiram. E mais, sempre mais. Por isso depois chegou o padel, o squash e o ténis de mesa. E assim cá estamos, no RAQUETC (“raquetecétera”). Como escreveu Fernando Pessoa nos anos 20, “primeiro estranha-se, depois entranha-se.”