¡Partidazo! Nadal sobrevive a 3 horas de jogo e leva Caja Mágica ao delírio

0

MADRID – Ainda Novak Djokovic e Nicolas Almagro estavam em campo e já se avistavam vários “acampamentos” de adeptos pelas paredes do Estádio Manolo Santana. De sandes na mão, os fãs espanhóis ingeriam os últimos alimentos antes de entrarem em court para assistirem, mais do que ao final do encontro anterior, à estreia de Rafael Nadal — que era evidentemente o duelo mais aguardado do dia, pelo menos no setor masculino.

Com um olho no resultado de Almagro (que chegou a liderar por 3-0 no último set) e outro nas sandes e snacks, os adeptos começaram, aos poucos, a encher o estádio principal da Caja Mágica, que viria a assistir a uma tremenda “luta” entre dois guerreiros do ténis: pela frente, o maiorquino tinha Fabio Fognini, que sabe o que é derrotar o “Toro” espanhol.

E valeu todos os cêntimos gastos no bilhete: até que o primeiro set ficasse concluído, contabilizaram-se 4 quebras de serviço (duas para cada lado, com Nadal a salvar 10 pontos de break), muitas trocas de bolas com mais de 15 pancadas e, claro, muitos aplausos e, até, assobios. Foi um verdadeiro espetáculo aquele que Nadal e Fognini protagonizaram ao longo de 1h21, com o jogador da casa a acabar por sair por cima no tiebreak, a única fase do parcial em que foi claramente superior.

Concluída a primeira partida, Nadal reentrou bem no encontro e até teve break points logo a abrir, mas Fognini não é tenista de se dar por vencido e reagiu, salvando-os para segurar o serviço, que não seria quebrado em todo o segundo set. Quando o relógio assinalava as duas horas de jogo, o italiano vencia o seu 89.º ponto (o mesmo número dos ganhos por Nadal) para fechar o parcial.

E assim, partia-se para um terceiro set em que não faltou emoção. De sofrimento, nervosismo e incerteza a alegria, as bancadas do Estádio Manolo Santana passaram por todas as sensações até celebrarem a vitória de “El Toro” Rafa Nadal, que para delírio dos fãs fechou o encontro a 7-6(3), 3-6 e 6-4, quando estavam decorridas 2h58 de jogo.

Com presença marcada nos oitavos de final do Mutua Madrid Open, onde o espera um escaldante e emocionante embate com Nick Kyrgios, que hoje ultrapassou Ryan Harrison por 6-3 e 6-3, Nadal soma a 11.ª vitória consecutiva, dando sequência às participações vitoriosas nos torneios de Barcelona e Monte Carlo.

Comentários

Comentários

COMPARTILHAR
Artigo anteriorPedro Sousa regista uma das maiores vitórias da carreira
Próximo artigoRoger Federer encomendou 36 latas de bolas para preparar Roland Garros
Gaspar Ribeiro Lança

gasparlanca@raquetc.com | Dar palavras a um encontro de dois, três, quatro ou cinco sets, com ou sem tiebreak. Dar palavras a recordes, a histórias. Dar ténis a todos aqueles que o queiram. E mais, sempre mais. Por isso depois chegou o padel, o squash e o ténis de mesa. E assim cá estamos, no RAQUETC (“raquetecétera”). Como escreveu Fernando Pessoa nos anos 20, “primeiro estranha-se, depois entranha-se.”