Gastão Elias avisa: “Temos de prestar atenção durante o jogo, porque as surpresas existem”

0

Gastão Elias, que será o primeiro tenista luso a entrar em Court esta sexta-feira no CIF – Club Internacional de Foot-Ball, fez a ante-visão do encontro frente à seleção ucraniana a contar para a segunda ronda do Grupo I da zona Europa/África da Taça Davis.

O número dois nacional, afirma não sentir pressão por ser o primeiro a entrar em ação e avisa que a eliminatória se resolve dentro de campo.

Nunca sinto responsabilidade. A única coisa em que sou responsável é em dar o máximo e portanto não tenho pressão. Estamos a jogar com o público e acho que vai correr tudo bem. Posso dizer que esperamos jogos um pouco mais fáceis”, disse o tenista natural da Lourinhã.

“Dois ou três principais jogadores da Ucrânia não vieram, mas temos de prestar atenção durante o jogo, porque as surpresas existem. É claro que, em teoria, está mais fácil, mas nem por isso deixa de ser uma ronda complicada”, continuou, respondendo de seguida à questão se já pensavam no Grupo Mundial.

“Nós pensamos no Grupo Mundial já há muito tempo e é um objetivo que temos. Obviamente que ficámos muito contentes com a equipa da Ucrânia. Sabemos que é uma grande oportunidade e que pode ser um momento único na história do ténis português, portanto temos de aproveitar ao máximo estas oportunidades e esperar que aconteça”, afirmou o número 90 mundial que espera ter o apoio do público nas bancadas

“É sempre um ‘mais’ poder jogar em casa, temos o público, num campo que já conhecemos e num clube que eu treino há muitos anos e sempre treinei desde pequeno. Faz diferença, e é mais um fator para melhorar o nosso desempenho”.

Comentários

Comentários